Aprendendo Em Seis

Título: Aprendendo em Seis
Páginas: 420
Autor: Marcela Campbell
Ano: 2014
Editora: Schoba (cortesia da mesma)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: O livro conta a história de seis jovens da hierarquia carioca que ficam na detenção por seis semanas em um dos melhores colégios da cidade do Rio. A história aborda temas comuns nessa fase da vida pessoal e escolar. Retrata temas já conhecidos como bullying, mas prezando os sentimentos daqueles que o sofrem, fala sobre o culto ao físico, como também fala sobre a compulsão alimentar, sobre a dificuldade de ser aceito pelo entorno e por si mesmo, sobre preconceitos, rótulos, sobre a competitividade e também sobre problemas familiares. Sadie é a garota nova que fica conhecida como a rebelde do São Lucas. Isabela é a típica popular do colégio e sofre muita pressão para continuar sendo perfeita. Lílian é aquela que está sempre sorrindo mesmo que esteja gritando por dentro. Noah pertence ao grupo dos populares, mas não fala com ninguém na escola. Lucas é o nerd da turma que é sempre comprado ao irmão e Arthur é o menino estranho e isolado. Apesar de terem histórias de vidas diferentes, os seis encontraram na detenção uma maneira de atravessarem tudo isso. Ali puderam ser eles mesmos, durante essas seis semanas ocorre de tudo: desde encontros em restaurantes, passando por brincadeiras inusitadas, momentos engraçados e tristes. Mas eles aprendem que juntos podem enfrentar o mundo.

Oie Pessoal! Tudo bem?

Hoje trago a resenha do livro Aprendendo em Seis, da autora Marcela Campbell, lançado pela editora Schoba, cortesia da mesma.

E sim, mais uma leitura/resenha antiga que trago com muito orgulho para vocês, pois foi uma das melhores leituras que já realizei! =D

Não sou de ter muitos livros de cabeceira sempre amo ou não gosto deles igualmente, não nego que tenho dois ou três que tenho orgulho de dizer esses são os meus livros de cabeceira, e essa obra acaba por entrar na lista dos amados e favoritos!

Logo que li a sinopse do livro, eu disse para a Luciana, a menina que entrou em contato comigo para fazer a resenha do livro:

- Lu, não sei por que, mas tenho a impressão que vou me identificar com esse livro!

E dito e feito, comecei a realizar a leitura dele logo que chegou, amei a capa, sinopse, e principalmente amei o jeito que a autora escreveu os capítulos, enfim amei tudo até as músicas que ela colocou em cada novo capítulo.

Não sei vocês, mas uma boa parte das pessoas em geral e algumas até de quem lê – os mais quietos – acabam sofrendo com piadinhas idiotas, de mal gosto certo?

Em certos pontos da vida acabamos passando por uma quase ou completa depressão, por vários motivos, desde bullying, problemas em casa, na vida familiar etc, mas todos nós em algum momento sabemos o que essa palavra significa, alguns mais do que outros, mas todos saem marcados no final certo?

Bom esse livro retrata exatamente sobre isso, ele nos mostra seis pontos de vista diferentes são eles resumidamente:

Sadie: tem uma amiga entre a vida e a morte, é quieta na sua, mas acabou por ter a raiva da patricinha da escola.

Noah: um dos populares, mas que no fundo esconde ser uma ótima pessoa e com problemas de relacionamento com os pais.

Lilian: uma ótima amiga vive sorrindo, mas no fundo muitas vezes está mais triste do que alegre, e tem sérios problemas em casa.

Arthur: ruivo, grafiteiro – ótimos grafites e desenhos – quieto na dele, mas sofre com as piadinhas de mal gosto dos nadadores da escola, é um ótimo garoto, tem uma mãe bipolar, mas faz de tudo para mantê-la bem e em casa.

Lucas: um nerd de carteirinha, com um senso de competições afiado, tem problemas com a família em si, mas é um ótimo garoto, brincalhão, mas acaba por sofrer bullying e até mesmo às vezes apanha do grupo do Pedro.

Isabela: é mal falada na escola, namora o Pedro só por status, mas no fundo é uma garota maravilhosa, e uma ótima amiga, somente quem convive com ela, sabe quem ela é de verdade e não somente aquilo que ela passa.

Enfim, resumidamente apresentei para vocês os seis personagens principais do livro, agora parando e pensando o que contei para vocês é pouco em relação ao que eles passam de verdade na história.

Você não sabe exatamente o que sentir lendo os relatos deles, que muitas vezes eles mesmo o fazem, ou quando lemos o que está acontecendo com eles em certos momentos.

Sinceramente quem lê se emociona, mas quem já passou por piadinhas de mau gosto, ou por algo que os personagens passaram ou passam se emociona mais ainda.

A autora consegue nos fazer pensar em nossos atos, na nossa vida em si, nos mostra que nem tudo o que as pessoas representam serem elas realmente são.

Como diz aquele ditado: Quem vê rosto, não vê coração.

Esse livro nos prova que esse ditado é verdadeiro. Eu se fosse tanto editora quanto autora, investiria no envio do livro para escolas, tentar fazer com quem comente Bullying, se toque que o que eles estão fazendo é errado, que machuca tanto mentalmente quanto fisicamente.

Existem muitos livros, filmes, séries que falam sobre isso, muitas alcançam seus objetivos de mostrar a verdade nua e crua do que é a vida de uma pessoa, que ela não demonstra tudo o que sente, o que é.

E que quando sofrem mais ainda tanto na escola, no local de trabalho, até mesmo em suas próprias familiais elas saem mais machucadas do que já estavam, e às vezes comentem atos para "aliviar" a própria dor, que acaba por atingir a todos ao seu redor.

Enfim, amei a narrativa da autora, é aquele tipo de narrativa internacional escrita por uma autora nacional.

É com certeza um dos livros que nunca irei me esquecer de ter lido, ele me mostrou e me ensinou muitas coisas.

Espero que ele emocione vocês também! E que amem ele tanto quanto eu amei!

Até uma próxima,

Bjs, Nay =D