Devoção

Título: Devoção
Série: Devoção
Volume: 1
Páginas: 288
Autor: J.C.Reed
Ano: 2014
Editora: Única (cortesia da mesma)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Com uma promissora carreira pela frente, Brooke Stewart não é o tipo de pessoa que se envolve em relacionamentos, principalmente em seu trabalho. Entretanto, ao ser enviada para fechar um grande negócio na Itália, ela percebe que uma das peças-chave do seu novo projeto é o cara que ela havia abandonado dias antes em sua cama. Jett era um homem de negócios. E altamente atraente. Seu sorriso malicioso escondia seus verdadeiros intuitos e seus olhos verdes eram um convite permanente. Sexy e arrogante, um cretino e um estranho, disposto a conseguir tudo o que quer e, desta vez, ele desejava Brooke, não importando o preço a pagar. Então, quando eles percebem que essa relação pode afetar o mundo dos negócios, surge um contrato... Perigosamente arriscado. Altamente sexy. Uma relação que não aceitará um não como resposta.

Oie pessoal! Tudo bem?

Hoje trago a resenha do livro Devoção, da autora J.C.Reed, lançado pela editora Única, cortesia da mesma.

Bom, já de cara deixo claro que o déjà vu com 50 Tons de Cinza que senti lendo esse livro é muito grande!

O livro não nego é muito bom, todavia no momento em que li o tal contrato... meu Deus, não pude deixar de pensar em 50 Tons! Sei que muitos de vocês adoraram a trilogia, mas eu não consegui gostar, tentei, mas não deu muito certo.

Quando vi o lançamento desse livro pensei que seria um romance diferente do que encontrei no livro, algo mais ligado à conquista não a bens materiais.

O livro conta a história de duas pessoas ligadas ao ramo imobiliário Brooke uma mulher que não se envolve muito facilmente ainda mais se tiver algo relacionado ao seu campo de trabalho, Jett um homem de negócios, - não nego – sexy, faz qualquer mulher delirar.

Os dois acabam sedendo aos desejos e selam isso amigavelmente com um CONTRATO, ok, agora chega a parte que eu pensei será que eles não sabem separar TRABALHO com vida AMOROSA e necessitam mesmo desse contrato!?

Sim sou contra contratos nesse quesito – vamos ser diretos – sexualmente, contratos são bons, diminuem confusões etc, mas creio eu que não sejam necessários em um romance.

A narrativa da autora é boa rápida de fácil compreensão e leitura, esse é um dos pontos positivos fez com que eu me esquecesse um pouco do tal contrato, outro ponto para a autora é o lugar onde se passa a história: Itália!

Infelizmente os pontos positivos acabam aí, a química entre eles foi pouco principalmente nas cenas hots.

Bom, acho que vou parar de citar o lado ruim da história, não nego que por mais que tenha sido um pouco insatisfatória, a autora conseguiu me deixar curiosa em relação aos outros livros, foi um final tão instigante que, sinceramente, estou pensando em solicitar as continuações.

Enfim, leiam e tirem suas próprias conclusões, pois estou lhes passando o meu lado, a minha visão, mas nada melhor do que saber realmente como é o livro do que lendo-o!

Até uma próxima,

Bjs, Nay =D