A Linguagem das Flores

Título: A Linguagem das Flores
Páginas: 304
Autor: Vanessa Diffenbaugh
Ano:2015
Editora: Arqueiro (cortesia da mesma)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Victoria Jones sempre foi uma menina arredia, temperamental e carrancuda. Por causa de sua personalidade difícil, passou a vida sendo jogada de um abrigo para outro, de uma família para outra, até ser considerada inapta para adoção. Ainda criança, se apaixonou pelas flores e por suas mensagens secretas. Quem lhe ensinou tudo sobre o assunto foi Elizabeth, uma de suas mães adotivas, a única que a menina amou e com quem quis ficar... até pôr tudo a perder. Agora, aos 18 anos e emancipada, ela não tem para onde ir nem com quem contar. Sozinha, passa as noites numa praça pública, onde cultiva um pequeno jardim particular. Quando uma florista local lhe dá um emprego e descobre seu talento, a vida de Victoria parece prestes a entrar nos eixos. Mas então ela conhece um misterioso vendedor do mercado de flores e esse encontro a obriga a enfrentar os fantasmas que a assombram. Em seu livro de estreia, Vanessa Diffenbaugh cria uma heroína intensa e inesquecível. Misturando passado e presente num intricado quebra-cabeça, A linguagem das flores é essencialmente uma história de amor – entre mãe e filha, entre homem e mulher e, sobretudo, de amor-próprio. 

Oie pessoal! Tudo bem?

Hoje trago a resenha do livro A Linguagem das Flores, da autora Vanessa Diffenbaugh , lançado pela editora Arqueiro, cortesia da mesma.

Well, pessoal! Que capa linda é essa? Quando a vi, enlouqueci e não pensei duas vezes antes de solicitar o livro!! (risos, não nego que solicitei ele pela capa!)

O livro conta a história de uma adolescente com um passado conturbado, Victoria – como posso explicar?? Hum.. – well é uma daquelas crianças que vivem pulando de casa em casa, saiu de várias delas pelo seu mau comportamento, e quando completa 18 anos, vai morar em uma casa que abriga varias garotas que passaram por algo parecido que ela ou igual.

Infelizmente nem tudo sai como ela gostaria e ela acaba indo morar na rua, até que é acolhida por uma dona de floricultura e é ai que ela descobre o seu dom com as flores.

E é nessa parte que eu começo a gostar mais do livro, eu e ele começamos com o pé esquerdo, o livro tem uma narrativa lenta, e eu como tenho um pequeno problema com isso, quase briguei com ele, mas dei uma segunda chance para ele, ainda mais girando em torno de flores!

Sou apaixonada por flores, principalmente pelas Tulipas e seu lindo significado! Mas não sei se cactos pode-se ser considerado flor ou é um planta, mas esses sãos os meus favoritos! (risos)

Enfim Victoria é uma cabeça dura, tanto é que nem o gato do Grant (hum amei o nome <3) consegue tirar algumas coisas da cabeça dela.

O bom do livro é que ele é um romance, cheio de mistérios principalmente em relação aos dons da personagem principal, e outra coisa boa também é que o Grant sendo o mocinho do livro ou se quiserem chamá-lo de galã da história é bem fora do clichê que conhecemos.

É trabalhador vemos bem isso no livro e é bem centrado, diferentes de muitos que conhecemos que já vem de berço bom, que não sabem o que é trabalhar etc.

Ah e para não esquecer que diagramação linda que a editora fez no livro, tanto na capa como no livro em si.

Enfim, quem comprar o livro ou quem recebeu ele da editora leiam aquele folheto que veio junto tem todos os significados das flores, que tem no livro e algumas outras que não aparecem no livro.

Quem ler ele me diga o que acharam, pois eu adorei conhecer essa história!

Até uma próxima, 

Bjs, Nay =D