Enfeitiçadas.

Título: Enfeitiçadas
Série: As Crônicas das Irmãs Bruxas
Volume: 1
Páginas: 272
Autor: Jessica Spotswood
Ano: 2014
Editora: Arqueiro (cortesia da mesma)
Compre: Submarino - Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: No leito de morte de sua mãe, Cate Cahill fez uma importante promessa: proteger a todo custo suas irmãs mais novas, Maura e Tess. Essa tarefa é mais difícil do que parece, afinal, as irmãs guardam um importante segredo: elas são bruxas. Em uma sociedade governada pela Fraternidade, instituição que pune qualquer suspeita de bruxaria com a prisão, a internação num hospício ou a morte, ser bruxa significa estar constantemente em perigo. Aos 17 anos, faltando apenas algumas semanas para que Cate decida entre se casar ou abraçar a Irmandade - braço feminino da Fraternidade -, talvez ela não consiga manter sua promessa, principalmente depois de encontrar o diário da mãe, que revela um segredo capaz de levar a família à destruição. Desesperada para descobrir alternativas, Cate começa a vasculhar livros proibidos e a encontrar ajuda em novos amigos rebeldes, tudo isso enquanto precisa lidar com eventos sociais, propostas de casamento e um romance proibido com o inadequado jardineiro da família. Se o que sua mãe escreveu for verdade, as garotas Cahill não estão a salvo - nem da Fraternidade, nem da Irmandade, nem delas mesmas.

Oie Pessoal!

Hoje eu trago a resenha do livro “Enfeitiçadas”, da autora Jessica Spotswood, cortesia da Editora Arqueiro.

Vocês já leram um livro onde vivemos uma relação de “Amor e Ódio”? Bem, eu estou vivendo esse tipo de relação com esse livro que conta a história de três irmãs bruxas que podem ou não fazer parte de uma profecia que mudará para sempre a história do lugar onde elas vivem.

Cate é a irmã mais velha que tomou para si o papel de mãe de suas irmãs. Ela desconfia de tudo e de todos, principalmente de sua sombra. E concorda plenamente com os Irmãos que ser uma bruxa é ser perversa.

Maura é a irmã do meio, irresponsável até o último fio de cabelo mágico! Acha que pode confiar em todos e que nada de errado pode acontecer. 

Todavia infelizmente ela confiou na pessoa errada, e acabará sofrendo as consequências.

Tess é a irmã mais nova. Ela sabe que tem que ter cuidado com as pessoas de onde mora, no entanto,confia plenamente em Cate que às vezes, por mais que ela seja meio extravagante no que faz, é para o bem de todas. Mas, às vezes Tess dá uma deslizada e acaba conjurando um feitiço sem querer.

O enredo desse livro consegue deixar os leitores agoniados, pois enquanto avançamos na leitura observamos o que os Irmãos fazem e dizem sobre a bruxaria. 

Percebemos que as escolhas que os personagens fazem não são certas, pois muitas vezes eles escolhem determinados caminhos porque estão sendo chantageados por alguém.

O livro mostra também que às vezes a pessoa em que mais podemos confiar é a última em que confiaríamos. 

Ele mostra outros lados dos personagens, que vez em quando julgamos ser bons e não são como vice e versa. 

E mostra principalmente que as nossas escolhas nem sempre são as melhores para as pessoas que amamos, mas que para nós não.

Muitas vezes no livro Cate se privou por que quis e algumas por obrigação de coisas que ela gosta. E isso fica bem claro no dia da declaração de Intenção da Cate, que ela deixou para trás uma vida, para proteger quem ela ama.

O livro é bom em vários aspectos, todavia ele deixa um pouco a desejar em sua narrativa. Poderia ser um pouco mais surpreendente, pois enquanto lemos percebemos que onde poderia ter um pouco de suspense, falta algo... 

Como por exemplo, quando a Cate treina alguns feitiços, poderia ter um toque especial na narrativa em vez de dizer logo sobre o que se trata ou o que acontece quando se conjura aquele feitiço. 

Em compensação a história que a autora cria para contar o porquê do “caça as bruxas” naquela época é fantástico!

Enfim para quem ama uma boa fantasia sobre bruxas eu indico esse livro!

Bjs, Nay =D