O Começo

Título: O Começo
Série: O Guerreiro das Estrelas
Volume: 1
Páginas: 376
Autor: Flávio Galindo (cortesia da mesma)
Ano: 2014
Editora:  Amazon
Compre: Submarino - Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Benjamin é um garoto comum e nada popular, mas marcado com cicatrizes que a vida lhe deixou. Ainda criança, perdeu seu pai em um misterioso acidente de carro. Moldado pela mãe e avó, Benjamin cresceu sendo um bom samaritano, mesmo ao lado do padrasto que mantém uma discussão diária. Sonhos, um amigo fiel e uma garota encantada. Mas ser um bom samaritano as vezes tem seu preço. Ben e seu amigo John acolhem um homem com amnésia e mal sabem eles que estão iniciando uma batalha épica que a humanidade não pode deter.  Anjos e demônios indicam seus escolhidos para o novo apocalipse. O holocausto que está próximo a ser causado e trará à tona a todos o quanto o destino é imprevisível.  Fé, coragem, amor e amizade apimentam a eletrizante trilogia de O Guerreiro das Estrelas, uma história que no começo você pode pensar que já ouviu em algum lugar, mas só no começo!

Oie pessoal! Tudo bem?

Hoje trago a resenha do livro O Guerreiro das Estrelas – O começo, do autor Flávio Galindo, lançado pela editora Novo Século/Amazon, cortesia do autor.

Então pessoal essa resenha é um pouco atrasada estou com os dois livros aqui em casa, o primeiro felizmente já li – que vergonha já devia ter entregado essa resenha, mas enfim... - e o outro em breve vou ler!

O livro conta a história de Benjamin, um garoto nem um pouco popular e com algumas cicatrizes da vida em si, perdeu o pai muito cedo, e viveu ao lado da mãe e da avó, e para a infelicidade do garoto – na minha opinião – com o padrasto com que vivia discutindo.

Bom o livro tem uma narrativa boa, é um pouco lenta no início, mas com o tempo vamos nos acostumando com ela e ela acaba se tornando um pouco rápida no decorrer do livro.

O bom do livro do Flávio é que eles não têm capítulos grandes e nem pequenos são médios, o que os torna pouco cansativos.

E tem uma parte do livro que eu senti um déjà vu – repararam que amo essa palavra? (risos) bom continuando – com uma cena do livro onde Ben conhece um homem em meio a uma tempestade, o déjà vu que sinto é em relação ao meu livro que um dos meus personagens conhece uma pessoa do mesmo jeito, enfim foi algo bem engraçado enquanto eu lia o livro e a cena e tentava me lembra de onde eu já havia lido algo parecido até que caiu a ficha de que era do meu próprio livro! (risos).

Bom como qualquer um nos traz um traço de suspense, vemos que muitas vezes que pensamos que é a pessoa mais inocente do mundo é na realidade alguém que nunca desejaríamos ter conhecido, ou que quem mais queremos no nosso lado acaba nos deixando por algum motivo.

E com o tempo Bem começa a presenciar coisas que nunca imaginamos que poderia existir, é um livro que nos leva a questionar muitos acontecimentos diários e de pensar se aquilo que imaginamos que não existe, se bem lá no fundo esse algo não pode existir?

Uma das coisas que eu amei nesse livro é que o autor consegue nos passar algo não sei bem como definir a amizade, como um sentimento uma emoção, sinceramente não sei como definir, mas o autor nos mostra que a amizade verdadeira existe que às vezes ela demora a aparecer, mas aparecer e ficará no nosso lado no que der e vier.

Enfim é um livro que nos trás bastante questionamentos, morais maravilhosas e nos faz pensar em muitas coisas que até ontem não pensaríamos.

Espero que gostem desse maravilhoso livro, mais um nacional que tem tudo para ser tornar melhor do que já é, e quem já leu, me conte o que achou.

Até uma próxima, 
Bjs, Nay =D

10 comentários:

  1. Oi Nay,

    Mais um livro que eu não conhecia. São tantos! rs... eu gostei da sua resenha, a história parece ser legal. bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Nay, sinceramente não conhecia o livro, no momento ela não se encaixaria nas minhas leituras mas adorei a resenha. Achei bem objetiva e me deu uma ideia ampla do que esperar.

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, parece interessante a história! Parabéns!

    Tony

    ResponderExcluir
  4. haushausha a pessoa acha algo parecido e ai lembra que é do livro dela hahahaha ri muito!! Adorei a resenha apesar de não conhecer o livro! Obrigada por visitar o Viver Sem Limites! Beijão!!

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas a premissa da historia me agradou muito assim como a sua resenha. espero poder em breve conferir mais sobre o livro do Flavio.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Ainda não conhecia nem o livro nem o autor mas pareceu ser interessante pela temática. E bom essa divisão de capítulos que você comentou não ser cansativa. Agora sobre o livro te lembrar o seu próprio é engraçado já aconteceu isso comigo também.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa

    ResponderExcluir
  7. Oi Nay, sua linda, tudo bem?
    Não sabia que você escreveu um livro, que máximo!!!! Não conhecia essa história, mas o engraçado é que essa sensação que você disse está na sinopse também que diz que no início teremos a impressão de já conhecer a história. Parece ser uma boa história, fiquei curiosa com a leitura.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nay, (olha eu aqui haha)
    Nunca tinha ouvido falar neste livro parece ser muito bom mesmo, deu até aquela vontade louca de ler sabe heh *--* Ah resenha ficou ótima, super completa!! Adorei, parabéns!
    Beijos <3

    Livros Para o Chá das Cinco

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, mas gostei muito da resenha, parece uma ótima obra mesmo. É muito bom ver obras nacionais com enredos tão bons.

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiiii
    Adorei a resenha!
    Não conhecia esse livro e adorei ver mais um nacional agradando leitores!
    Achei mto legal a história trazer morais e mensagens valiosas, como a da amizade.
    Bjssss

    ResponderExcluir