Se Arrependimento Matasse

Título: Se Arrependimento Matasse
Páginas: 248
Autor: Alma Cervantes (cortesia do mesmo)
Ano: 2013
Editora:  Novo Século
Compre: Submarino - Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Alex, Alice e Rebeca são grandes amigos e decidem se reencontrar depois de alguns anos sem se verem. O lugar escolhido é o hotel dos pais de Alex, mas o que parecia uma viagem especial, repleta de conversas agradáveis e descontraídas com os outros hóspedes durante o jantar se transforma, em seguida, num pesadelo.  Quando os três se preparam para dormir, ouvem batidas desesperadas à porta e seguem ao salão, onde logo descobrem que o cozinheiro fora assassinado. Com a comoção, somada à dificuldade de fuga devido à tempestade e névoa lá fora, a confusão logo se instala no hotel, além de um desagradável clima de suspeita entre os hóspedes.

Oie pessoal! Tudo bem?

Hoje trago a resenha do livro Se Arrependimento Matasse, do autor Alma Cervantes, lançado pela editora Novo Século, cortesia do autor.

Okay que capa arrepiante é essa Alma Cervantes? Quase pensei duas vezes antes de ler seu livro por causa dela!

Mas, felizmente a curiosidade me venceu e eu li ele, e sinceramente? QUE LIVRO É ESSE?

No começo não nego que achei há narrativa um pouco lenta, para um livro de suspense, mas com o tempo acho que fui me acostumando com ela, ou ela se tornou mais rápida, ou eu acabei me acostumando com ela, só sei que eu não larguei esse livro até acabá-lo.

Não nego que demorei a entregar a resenha, mas já faz tempinho que eu havia lido o livro e havia me passado na resenha, mas agora há trago para vocês, espero que gostem!

O livro conta a história de três amigos Alex, Alice e Rebeca, que não se viam a muito tempo, e resolvem marcar para se encontrarem e ficaram um tempo juntos.

Mas nem tudo sai como o planejado e no hotel em que eles estavam há um brutal assassinato.

Com a tempestade, e a chuva que não para todos ficam presos dentro desse hotel, e o clima como podem imaginar não é um dos melhores.

A pergunta que não quer calar: Quem matou o cozinheiro? (Algum palpite? O mordomo talvez? – clichê! – desculpem não aguentei.)

Bom, em meio a tanto suspense imaginem como ficou minha adrenalina, eu quase me coloquei no lugar deles, trancados dentro de um Hotel com um assassino a solto! Credo eu desconfiaria até da minha sombra!

Enfim, com certeza quem já leu esse livro imagina o treco que eu tive quando descobri quem era o assassino!

Bom, espero que gostem desse livro!

Até uma próxima,

Bjs, Nay =D