Até que Eu Morra

Título: Até que Eu Morra
Série: Revenants
Volume: 2
Páginas: 424
Autor: Amy Plum
Ano: 2014
Editora: Farol Literário (cortesia da mesma)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Kate e Vincent estão finalmente juntos em Paris, a cidade das luzes e do amor. Mas esse amor carrega uma questão que não pode ser ignorada: como eles poderão permanecer juntos se Vincent não resistir a se sacrificar para salvar outros mortais? A promessa de levar uma vida normal com Kate significa deixar que pessoas inocentes morram?Quando um novo e inesperado inimigo se revela, Kate descobre que há muito mais coisas em risco... e que até mesmo a imortalidade de Vincent pode estar ameaçada.


Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Depois de algum tempo realizo a leitura da continuação do livro Morra por Mim, que na época se tornou um dos meus livros favoritos.

Eu esperei algum tempo para ler Até que eu Morra, uma para a trilogia ficar completa e outra que acabei me perdendo na leitura de alguns livros da editora.

Mas no final do ano passado o solicitei e hoje trago a resenha, Até que eu Morra continua tão bom quanto o primeiro livro.

Neste livro encontramos uma Kate e um Vincent muito felizes em Paris, mas como em toda boa fantasia as coisas não durão para sempre.

Os Numa estão aprontando algo, isso fica muito na cara no livro simplesmente por eles não terem noticias deles, Charles e Charlotte se mudam (quem leu o primeiro livro sabe o porquê, quem não leu não irei dar spoiler) e para substituir os irmãos Jean-Baptiste, convida uma casal de Revenants para morar com eles e lhes ajudar com os Numa durante a ausência dos dois.

Tenho certeza que muitos devem estar se perguntando, principalmente aqueles que não conhecem a trilogia: mas do que a louca da Nay está falando?!

Well acalmem seus corações, vou dar uma explicadinha por cima das coisas sem muitos spoilers.

***

No primeiro livro somos apresentados a um mundo completamente novo e diferente de qualquer fantasia que já encontramos, pelo menos foi para mim.

Enchei-me de duvidas sobre o que o Vincent era e quando descobrir fiquei de boca aberta, a criatividade da autora foi fantástica!

Revenants são pessoas como qualquer outra, com uma única e importante diferença: eles morrem para salvar uma vida e quando isso acontece eles sempre voltam para a idade que eles morreram pela primeira vez.

Se eles conseguirem evitar de morrerem para salvar alguém, eles conseguem envelhecer normalmente, caso contrário acontece o que comentei acima.

Essa parte da história para mim sempre foi meio contraditória, pois eles “foram criados” por assim dizer, para isso: salvar vidas.

Sei que deve ser bem complicado ficar morrendo e voltando para a sua idade antiga toda vez que eles salvam alguém, mas porque eles simplesmente parariam de salvar vidas para envelhecer?

E digo de passagem, tem muitos Revenants “novos” que fazem isso, simplesmente param de salvar as pessoas, para envelhecer, se fosse um caso de ele já ter feito isso já há muito tempo, até seria compreensível, tipo uma aposentadoria para ele, mas antes eu não consigo ver sentindo.

Mas parando de viajar nos meus pensamentos, vamos voltar para a história dos livros...

Obviamente existem também os inimigos nessa história e esses se chamam de Numas, eu não gosto nem um pouquinho deles, são os tipos de pessoas que só fazem o mal e se divertem com isso.

***

Outra coisa complicada também nessa trama é o amor de um Revenants com um Mortal, e nossa personagem principal sabe muito bem do que estou falando.

Quando Kate resolveu ficar junto com o Vincent ela sabia o que encontraria em seu futuro, principalmente se ele não conseguisse evitar morrer por alguém.

E é nessa parte que as coisas complicam, pois por mais que não gostamos de nos lembrar disso, os anos correm e a dura realidade do falecimento do marido humano de uma Revenants, faz com que Kate comece a procurar mais sobre esse mundo, e quem procura sempre acha.

Mas as respostas que ela tanto queria, poderão colocar em risco as pessoas que ela ama.
Mas tirando essa parte bem punk da história, conhecemos os dois convidados de Jean-Baptiste: Violette e Arthur, que por sinal são bem antigos.

Nossa personagem principal se torna a melhor amiga de Violette, essa lhe ensina a linguagem das flores, e Kate lhe apresenta o mundo moderno, lhe ensinando as principais coisas do Século XXI. 

Todavia com Arthur as coisas já não são tão amáveis assim, até porque ele não admite que uma mortal saiba de seu mundo (pensem na treta).

Enfim, dei uma pincelada beeem grande para vocês sobre esse mundo fantástico da Amy, e não não irei citar os acontecimentos intrigantes da trama, senão irá perder a graça você lerem os livros.

A narrativa da escritora continua me deixando em cima do muro, muitas vezes encontro em muitos capítulos ela muito bem desenvolvida, rápida e energética, em outros encontro ela pacata quase tediosa.

Entretanto não posso negar que ela sabe muito bem como detalhar as cenas de ações, os treinos que a Kate tem com o Vicent, e sem falar nos detalhes de Paris.

Amy Plum nos leva para dentro do livro, não importa em que século ela esteja narrando, pode ser uma pincelada sobre como era antigamente ou sobre nosso presente, ela consegue fazer com que se passe um filme em nossa cabeça de tão bem trabalhado é o livro.

Eu sempre amei Paris, mas depois que conheci essa trilogia passei a amar mais ainda o local!

Outra coisa que sempre admirei na autora é a construção dos personagens secundários, eles dificilmente ficam em segundo plano, ela sempre nos mostra algo novo deles, ou os desenvolve melhor com o passar da história.

E já preparo vocês para o final desse livro, no desenrolar dessa história a Amy nos responde muitas perguntas que ficaram do primeiro livro e já nos bombardeia com muitas outras dúvidas para o desfecho.

Tirando obviamente o surgimento de um novo vilão e do aprofundamento que ela faz sobre uma profecia antiga e para acabar com o meu psicológico e obviamente minha ansiedade o final é de partir o coração, quase tive um ataque quando o li!

A diagramação do livro é linda, tão perfeita quanta a do primeiro livro e a editora sempre supera nas capas dessa trilogia, é uma mais linda que a outra.

Não se surpreendam, se não muito em breve eu já não traga a resenha do terceiro e último livro para vocês, por que já estou roendo as unhas para descobrir como a Amy encerrará a trilogia, ainda mais depois do final desse livro!

Espero que tenham gostado da resenha, ela ficou meio enrolada, pois as histórias da escritora são bem complexas, então tenho que tomar um cuidado redobrado para não soltar nenhum spoiler para vocês!

Quem já leu essa trilogia me digam o que acharam e para quem ainda não leu, indico-a sem dúvidas, tenho certeza que você irão amar ela!

Até a próxima galera!

Bjss, Nay =D

17 comentários:

  1. Oi, Nay!
    Gostei bastante de "Morra Por Mim".
    Esse livro parece estar mais agitado que o primeiro, heim? Tenho até medo do que Kate vai descobrir. E esses novos personagens! Muito curiosa!
    Espero gostar do livro!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Eita, que complexo! Hahaha
    Nunca havia ouvido falar nessa saga, me parece bem interessante! Adorei a capa, e parece o tipo de fantasia que eu gosto de ler, porém não entendi muito bem o que realmente são esses personagens, rs. Vou ler a resenha do primeiro pra compreender melhor ^^

    ResponderExcluir
  3. Oi, flor.
    Eu quero conhecer essa série ainda, mas confesso que nunca me vem uma boa oportunidade. Gostei da sua opinião a respeito desse segundo volume... Pareceu-me um livro bem desenvolvido, com bom enredo e boa narrativa (apesar de existirem partes entediantes). Esse lance de morrer para salvar alguém e, com isso, voltar à idade original é interessante... Quem nunca quis tentar salvar uma vida? Eu já teria morrido pelo meu pai e pela minha avó se pudesse. :/

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  4. Uau, parece uma fantasia e tanto!
    Sua resenha não ficou tão confusa assim, mas deixaram com gostinho de PRECISO LER URGENTEMENTE!
    E espero poder ler e conferir a construção desses personagens secundários, que sempre me chamam atenção!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Wow!!!! Que capa mais linda e que resenha mais tudo... Eu fiquei tão encantada e olha que não sou de ler muito livros de fantasias. Já preciso!!

    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  6. Acho que essa história deve ser bem complexa e angustiante,mas ainda sim um excelente enredo,muito boa a resenha!

    ResponderExcluir
  7. Oii.
    Me recomendaram o primeiro livro da trilogia, Morra Por Mim. E, embora tenha adicionado em minha listinha de leituras, acabei deixando-o por ultimo por não saber muito sobre a história. Mas, a sua resenha veio a calhar muito bem!!
    Achei bem intrigante e incomum a premissa do livro: o fato dos Revenantes terem sido criados para salvar vidas. E o grande dilema em que eles entram quando deixam de fazer o que foram feitos para fazer, para poder envelhecer.
    Estou curiosíssima por saber mais sobre esse desenrolar e sobre o romance! Obrigada!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Oieee...
    Que capa linda! Tem um ar de mistério, mas ao mesmo tempo super delicada... Adorei!
    Não conhecia essa série, mas achei a ideia dos Revenants bastante criativa.
    Nos faz refletir também nesses casos em que eles preferem envelhecer normalmente a salvar vidas e serem imortais. Muito interessante.
    Espero poder ler essa trilogia.
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?:
    Não conhecia ainda a série, mas só de ver como a autora fez uma sequência cheia de boas revelações e um desenvolvimento bem construído dos personagens, começa a chamar e muito minha atenção. Quero começar a leitura, e ter a mesma animação pela trilogia como você está tendo.

    ResponderExcluir
  10. Oi Nay.
    Que bom que o segundo livro continua sendo tão bom quanto o primeiro.
    Você se saiu bem em não dar nenhum spoiler e conseguiu me deixar curiosa quanto ao livro.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Nay!
    Eu sempre tive vontade de ler o primeiro livro, mas acabo adiando a leitura. Com a sua resenha fiquei ainda mais curiosa para conhecer a série. Acho a trama bem interessante e fiquei curiosa pelo protagonista. Vou ler com certeza e espero gostar!

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  12. Oiee, li bem por cima p não ver spoilers pois ainda não li o 1, mas vejo o pessoal elogiando, e já anotei a dica!

    Bjs Jany

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi. Para começar, gostei muito dessa capa. Não conhecia o livro, também não li nenhum livro da editora. Mas acredito que esse será o primeiro. Gostei muito da resenha e fiquei bem interessada no livro.

    ResponderExcluir
  14. Oi Nay!
    Eu ameei essa resenha e me interessei demais pela série! Vou procurar saber mais, com certeza!

    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que essa trilogia nunca chamou a minha atenção, por isso não fiquei tão animada com sua dica, sabe? Pela sua resenha parece ser uma boa história, onde a autora conseguiu ser criativa, mas é uma boa dica para quem gosta do gênero, eu dispenso.

    beijos :*

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Mesmo com sua resenha e com a breve pincelada que deu sobre os acontecimentos do primeiro volume acabei me sentindo um pouco perdida.
    A premissa é interessante e eu como grande adoradora do gênero fantasia, já adicionei na lista de desejados ambos os volumes.
    A capa me encantou e quero muito saber como Kate e Vicent irão resolver as dificuldades que surgem no decorrer do caminho.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Já ouvi falar muito dessa trilogia e fico feliz em ver que você indica e que realmente é muito boa. A trama parece bem envolvente e to curiosa para conhecer mais dos personagens.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir