Projeto Poetas Urbanos: Saulo Xavier

Oie pessoal! Hoje temos mais um Poeta do Projeto Poetas Urbanos, espero que gostem =D

Saulo Xavier, mineiro de 23 anos e criador da página mais fofurinha do Facebook, A Vitrolinha.

E sabem o que é mais legal nesse poeta? Ele é compositor, sim isso mesmo e em breve segundo ele, teremos músicas dele em parceria com muitos outros poetas, e alguns deles apresentarei para vocês durante o projeto! 










Questionamos o Saulo, de como seria essa parceria com os poetas, e onde entraria a Vitrolinha nisso e ele nos responde:
“Iremos iniciar uma banda dentro dela: a Banda A Vitrolinha, com músicas autorais e em parceria com outros Poetas como a Bruna Andreoli, Paula Carolina, Kelvin Korzempa, Naan Angel, Mateus Santana, Caio Vissoto entre outros.”
A Banda será composta por quantos, perguntamos a ele:
“Seremos em 6 componentes: Baterista, dois guitarristas, tecladista, contrabaixo e eu no vocal.” Nos responde Saulo. 
Quais serão os estilos musicais da Banda A Vitrolinha, questionamos então:
“Iremos fazer um som bem maneiro”, responde ele, “desde a Nova MPB, pop rock, folk entre outros estilos musicais.” completa Saulo. 






Enquanto conversávamos com ele, veio a duvida de como ficaria a página A Vitrolinha no Facebook, pois não sei vocês, mas nós do RT amamos seus conteúdos, principalmente seus gifs então questionamos Saulo sobre isso e nos tranquilizando ele responde:
“Tanto os Gifs, quanto os trechos de poemas, continuarão na página, criaremos a Banda, para que haja um diferencial na página saindo assim da monotonia de somente gifs ou poemas, e, além disso, é algo que gosto de fazer.” 
Não sei vocês, mas estamos ansiosos para escutarmos e conhecermos mais sobre essa banda e falando em escutar, perguntamos ao Saulo, em quais plataformas eles disponibilizariam as músicas para o público escuta-las.
“As músicas ficaram disponíveis tanto no You Tube, Spotify, quanto no SoundCloud” nos responde ele.
Questionamos então o Poeta, sobre quais seriam seus sonhos e ele nos responde:
“Sonho em poder passar boas energias para o máximo de pessoas possíveis, por meio da arte e principalmente por meia da música.”







Perguntamos então em que momento ele havia começado a cantar, seu inicio em si na música...
“Minha vida na música é muito louca”, responde ele, “sempre gostei de bateria, fui migrando para o violão, guitarra e por fim piano. Todavia cursei Engenharia Elétrica, e durante o período da faculdade comecei a compor, mas não desenvolver meu trabalho autoral, somente no final do ano passado que isto aconteceu.” completa Saulo.
Curiosos, questionamos se ele já havia cometido alguma “loucura” no meio musical e como ele se sentia em cima do palco e Saulo nos responde:
“Fazer a galera pirar é uma das maiores loucuras em cima do palco, é uma mistura de magia, paz, adrenalina, certa insegurança, mas que no final me deixa super a vontade é como uma criança brincando.”
Perguntamos então a Saulo se ele já havia se apresentado em algum momento este ano:
“Sim, este ano já fiz 4 shows, aqui em BH no Cine Theatro Brasil Vallourec.” nos responde ele.
E por algum motivo nossa conversa rumou para viagens e locais que Saulo gostaria de conhecer, e já adiantamos que Japão e China não fazem a cabeça dele nem um pouquinho.
“Quero conhecer o Texas, Los Angeles, talvez algumas cidades da Europa, nada de praias e sol quente, mas sim montanhas, lugares frios e aconchegantes. E nem me passa pela cabeça ir para o Japão, China etc, não curto muito a cultura deles.” nos responde ele. 
Perguntamos então que tipo de filmes e livros ele curtia e garantimos que ele tem bom gosto!
“Filmes, gosto da mistura que envolva romance, ação, drama e comédia, por exemplo, O Turista, Os Mercenários, 300, A Lenda, Harry Potter, Homem de Ferro entre outros”. responde ele,“ Todavia não gosto muito de ler, curto mais documentários sobre o Universo, Futuro, Nós , enfim sobre a Existência Humana entre outros.” completa ele.  








Questionamos então de onde vinham suas inspirações e nos surpreendemos e ficamos curiosos com sua resposta, quem será a pessoa.
“A minha maior inspiração para compor vem de uma mulher,ela me aponta detalhes que me fazem sentir a vida de uma forma diferente e intensa.” responde Saulo.
Por fim, perguntamos para ele o que com certeza todos vocês também devem ser perguntar: por que o nome A Vitrolinha e sua resposta foi tão encantadora quanto o nome da sua página no Facebook:

“Vitrola é um toca discos antigos, que não tem gênero musical definido, sempre tocou todos os estilos, por todos os povos, raças, culturas, opções sexuais, crenças etc sem preconceitos.” começou ele “A Vitrolinha faz uma junção da humanidade sem separar o fato de sermos humanos, nos unindo através da arte.“ continuou Saulo “ Tornar a vitrola um diminutivo nos aproxima um dos outros mais ainda, por que quando colocamos algo no diminutivo é por que é fofo, é próximo, é meigo, é lindo, e a arte é próxima, é linda. Por que nós somos a arte, e a vitrolinha nos aproxima um dos outros e de nós mesmo através da arte” completa ele.
Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais do Saulo! =D Até o próximo post pessoal!

Bjss, Nay =D