A Escolha de Eron

Título: A Escolha de Eron
Páginas: 260
Autor: Ademilson Chaves (cortesia do mesmo)
Ano: 2015
Editora: Selo Jovem 
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Eron é um advogado em busca de trabalho e deseja apenas ter uma vida confortável com sua família. Em uma tarde chuvosa, quando retorna para casa com suas duas filhas, é obrigado a parar o carro na estrada deserta após se envolver em um acidente, ao descer do carro se depara com um homem armado que o obriga a escolher uma das meninas a ser raptada. Eron se vê diante de uma escolha que mudará para sempre sua vida. Após esse evento ele e a polícia passam a procurar pelo paradeiro da filha, descobre com muita dor que não há vestígios e nem sinal do homem que a levou. Com a vida totalmente arruinada, doze anos depois, Eron conhece uma garota na rua que desperta nele uma nova vontade de viver e por quem se apaixona perdidamente, mas novamente se depara com um grande conflito, aquela poderia ser sua filha sequestrada. Inicia então uma busca implacável onde pistas e segredos do passado vão sendo desvendados e ele descobre que seu grande amigo de infância pode estar por trás do desaparecimento da sua menina. Uma história envolvente, uma trama de tirar o fôlego, um romance proibido, uma paixão avassaladora e um crime hediondo prenderão o leitor da primeira a última página.

Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje trago a resenha de um livro nacional maravilhoso, do parceiro Ademilson Chaves, A Escolha de Eron.

Consegui parceria com ele ano passado na corrida para um sorteio de aniversário do blog, e ganhei também um exemplar para resenha.

Demorou um pouquinho para eu pegar e realizar a leitura do livro, por ele se tratar de um tema que evito em livros: política.

É sempre algo complicado abordar isso em um blog/fanpage/instagram etc, porque infelizmente as pessoas ainda não aprenderam a respeitar a opinião dos outros.

Entretanto depois de realizar a leitura, resolvi me arriscar e trazer a resenha aqui para o blog espero que todos saibam respeitar a opinião alheia ;)

A Escolha de Eron nos conta a história de um advogado Eron (de onde vem o título do livro, e mais para frente entenderemos o porque da palavra Escolha também).

Eron morava com sua esposa (que, diga-se de passagem, que mulher mais insuportável) e com suas duas filhas, tinha um bom emprego na prefeitura local de sua cidade, mas que inesperadamente perdeu seu cargo do dia para noite.

Para os bons entendedores notamos que logo em seguida um antigo amigo de Eron, Diogo lhe faz uma proposta de emprego em outra cidade, quase que no mesmo memento que ele perde o antigo emprego, meio suspeito não?

Enfim, Eron sobre pressão de sua mulher aceita a proposta de seu amigo e eles se mudam e mesmo contra a gosto (tenho o palpite que nosso personagem principal, sentia que nada de bom desse novo emprego poderia vir), ele começa a se firmar no emprego, pensando em dar uma boa vida para as suas filhas e para a mulher que de nada o ajudava.

E é aqui neste ponto que as coisas começam a ficar feia, nosso personagem principal sempre foi de bom coração, sempre fez o certo, em outras palavras um homem íntegro, o que dificilmente achamos por ai.

Então pensem no susto que ele levou e no medo que ele sentiu ao começar a descobrir as falcatruas do amigo político, os desvios de dinheiros e infelizmente em coisas mais pesadas também.

Eron como qualquer homem bom, não aguentou muito tempo e resolveu deixar o emprego e volta para a sua cidade natal, somente com suas duas filhas, já que a mulher como eu disse não valia o que comia não quis acompanha-lo.

Mas quando se sabe demais, sempre há consequências e na viagem Eron é assaltado, adivinhem por quem? 

Capangas de seu amigo Diogo, e é nesta parte que entendemos o porque da palavra Escolha do título, um dos assaltantes questiona Eron de qual filha ele preferia ficar e seguir viagem e a outra iria com eles.

Galera essa cena foi um sufoco, e no desespero nosso personagem faz uma escolha que ele se culpou durante toda a sua vida.

Não conseguindo mais conviver com a culpa, Eron anos depois decide ir atrás da verdade e de sua filha perdida, e ai ele encontra uma moça de gênio forte, decidida e ironicamente com o mesmo nome de sua filha.

Nesse ponto entra a dúvida com certeza de todos os leitores e do próprio personagem: essa mulher é a filha de Eron, ou somente por coincidência tem o mesmo nome dela?

Não vou contar, pois sou uma leitora muito malvada e deixarei todos vocês na dúvida, mas uma coisa aponto o final é surpreendente!

Sabem aqueles livros que não tem medo de nos apontar o lado feio, nu e cru da política? É esse, o autor nos mostrou o quão ruim essa coisa (não existe uma palavra para definir isso), pode ser.

Ele nos mostrou os desvios, os roubos, o que acontece com pessoas que sabem demais, é aquilo que eu sempre digo e que esse livro provou que eu estava correta.

Infelizmente político bom, é político morto. Quantas vezes já vimos noticias de um político que tinha tudo para mudar com o país para melhor e quando vemos ele sofreu um trágico acidente e veio a falecer?

Nunca ninguém aqui teve dúvidas sobre isso? Sei lá, esse mundo sempre o achei complicado e perigoso, por mais que vivemos numa democracia, que temos liberdade de expressar o que sentimos, é sempre bom ficarmos com um pé atrás sobre tudo e todos principalmente desse meio.

Foi um livro com uma temática pesada, mas com uma leitura leve e bem desenvolvida, nos faz pensar sobre as nossas escolhas e as consequências quem vem com elas.

Eron foi desde o início da história um personagem real, de carne e osso que vivenciamos suas dores, suas emoções e principalmente as consequências de suas escolhas.

Demorei para conhecer a história desse livro, mas acredito que no momento que o li, foi o momento certo.

Pois, assim pude compreender e refletir tudo o que o autor escreveu e quis nos mostrar.

Com certeza é uma leitura instigante, diferente pela sua proposta e ao mesmo tempo envolvente, eu não parei de ler até que o livro acabasse e quando cheguei ao final e o autor revelou o que a mulher com o mesmo nome da filha do personagem era foi um desfecho e tanto.

Quem gosta de leituras de assuntos mais pesados, com um suspense de tirar o fôlego A Escolha de Eron é uma boa pedida!

Não posso deixar de apontar a capa belíssima que compõe a obra e o excelente trabalho de diagramação que a editora realizou! Tudo muito bem elaborado e lindo.

Espero que tenham gostado da dica de hoje e até a próxima galera!

Bjss, Nay =D