Projeto Poetas Urbanos: Jefte Zanedim

Oie pessoal! Tudo bem? Hoje o participante da vez do Projeto Poetas Urbanos é o Jefte, espero que curtam conhecer um pouquinho mais sobre ele! 

E olhem só que chique, o moço foi capa de uma revista de onde ele mora! Show né?

Jefte Zanedim - 21 anos - Curitiba - Um Pedaço de Papel - Fanpage - Instagram 

Começamos perguntando ao Jefte se era abreviação, apelido ou nome mesmo e ele nos responde:
“Sempre me perguntam sobre meu nome, Jefte. "O que é isso ? Apelido ou nome mesmo?". Bom, é nome mesmo Jefte Elias Cidra Zanedim, parte bíblica geliadida com sobrenome Índigena e Turco. Mas só "Jéh" ou "Jeff" ta bom já é simples como eu.”








Questionamos então desde quando ele escrevia e qual foi o seu primeiro poema e recebemos uma resposta surpreendente:
“Meu primeiro escrito foi aos 6 anos, para o dia dos pais, onde desenhei uma rosa e escrevi com a letra mais torta e desajeitada como eu: "Nem todas flores do mundo seriam tão belas quanto o jardim que floresce dentro de ti" 

Perguntamos então o que mais impactava nele sobre a página e o poeta nos responde:


“Na verdade o que me impacta são as pessoas, elas ficam intrigadas sobre meu trabalho e a pergunta mais frequente é: - "de onde tira tanta inspiração e criatividade, a cada palavra parece que está descrevendo meus sentimentos, minha vida, como pode ?!". 
Questionamos então de onde surgiu a ideia da página e de onde vinham suas inspirações e sua resposta foi surpreendente:
“A minha maior inspiração atualmente e espero que "eternamente" vem de uma mulher chamada Elis, ela me mostra que dos sentimentos mais belos não é apenas o que tem quatro letras, o amor, e sim todos aqueles que vem quando olho diretamente pros olhos dela que brilham em sintonia com o sorriso mais lindo do mundo, responde Jefte.”
Perguntamos então se ele se considerava poeta e escritor e Jefte nos responde:
"Minha resposta é sempre concreta e fixa, não me acho poeta muito menos escritor, apenas jogo meus sentimentos em palavras em forma de tinta no papel, acho que por isso muitas pessoas se conectam com as minhas escritas e se identificam com elas, minhas escritas são meros acontecimentos, momentos bons, ruins, frustrados; sentimentos presos dentro de mim que só se soltam através do movimento da caneta no papel; por fim todos somos poetas, pois todos têm sentimentos, basta colocá-los para fora; às vezes pode parecer clichê, mas parando pra pensar, o mundo é clichê. Às vezes tem múltiplas pessoas iguais a mim, mais "poeta" e "escritor" que eu, mas está dentro do casulo, casulo que se chama s e n t i m e n t o.” 
Questionamos então qual foi o motivo dele criar a página:
“Então um dos motivos que me fez criar essa página foi a continuidade de um livro meu que eu estava pensando em lançar - Meu Universo em rabisco - , que era o mesmo sentido das escritas porém em desenhos artísticos e em aquarela, que não deu muito sucesso, desanimei e bloqueie ela, mas ainda pretendo lança - lo; - começa Jefte-  Com o passar dos anos conheci outros poetas através das minhas ilustrações onde me incentivaram a fazer uma página, eu "comprei" a ideia e fiz a página, mas daí surgiu a dúvida que era o mais difícil: como será o layout ?! – continua ele - O que posso fazer de diferente e que impacte o público juvenil ao mais adulto ?!; Então em uma tarde ensolarada com os belos pontos turísticos de Curitiba veio a ideia que iria juntar duas paixões, fotografia, sim eu amo fotografia com muitos detalhes e, escritas. Então surgiu a ideia de mostrar os lindos pontos de Curitiba que às vezes passam despercebidos pelos próprios moradores e meus sentimentos no papel. Meus escritos ficam nos cantos e em desfoque algum ponto da cidade. - completa o Poeta.
Perguntamos então quanto tempo à página está no ar, e ele nos responde:
“A página tem apenas quatro meses e possui mais de 135.000 seguidores por todo Brasil e alguns outros países, conta com mais de 10 parcerias literárias sendo elas a de Bruna Andreoli (1 9 8 9), Rodrigo Palauro (Palavras mais Rimas), Mateus Santana (mateus santana), Saulo Xavier (A Vitrolinha), Paula Carolina (Poesia que guardo num disquete), Kevin Korzempa (Ressaca de palavras), Rodolfo Cezar (Depósitos de clichê), Gabriel Rodrigues (Preciso de um café), Naan Angel (Poesia - me) entre outros ..."
Questionamos por último então, qual foi o seu escrito que mais repercutiu pela net e Jefte nos responde:
"Foi uma das primeiras frases que me impactou também e repercutiu muito e até hoje está percorrendo por páginas grandes, legendas, perfil de famosos de televisão é: "Seja o amor que você gostaria de ter" Uma reflexão óbvia que parece clichê, mas que ninguém põe em prática, que é você ser o amor que você gostaria de ter, amar - se em primeiro lugar para depois dar amor, assim como o maior poeta deixou para nós em forma de mandamento - Deus: "amar o próximo como a ti mesmo". Esse ao certo foi o que mais repercutiu, dentre outros que foram publicados pelas atrizes da Globo Tais Araujo e Patrícia de Jesus, pelo Youtuber Windersson Nunes e pelo comediante do Pânico na TV "Tokinho" e pela artista Tereza Brant." 




Espero que tenham gostado de conhecer um pouquinho mais sobre o Jefte, até o próximo post pessoal!

Bjss, Nay =D