Sombras do Mundo

Título: Sombras do Mundo
Série: Crenças e Criaturas
Volume: 1
Páginas: 280
Autor: Daniella Rosa
Ano: 2015
Editora: Ler (cortesia da mesma)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Alany é uma garota confusa, pressionada por suas visões e por um sentimento latente de que cada célula do seu corpo grita por liberdade. O mundo visto por ela tem formas, cores e sombras que mais ninguém é capaz de ver. Sem a proteção da mãe, que abandonou a família quando ela ainda era pequena, e com a recente perda do pai em um terrível acidente, Alany se sente sozinha e perdida, vivendo em um mundo onde a gentileza é subjugada e o bem é sinônimo de fraqueza. Mas sua vida muda de curso quando conhece San. Ele é cantor, dono de uma voz angelical e de uma beleza estonteante, e algo nele desperta sentimentos que Alany sequer sabia que existiam. Mas em um evento inexplicável San desaparece, sem qualquer aviso ou razão, e encontrá-lo passa a ser prioridade. Durante essa busca, Alany será levada por caminhos que jamais imaginara e sua vida se transformará completamente. Enquanto algumas peças se encaixam, outras vagam muito fora de seu alcance. Uma figura misteriosa e maligna, máscaras que caem, um inimigo que se revela confiável, e a descoberta de que seu novo amor é muito mais do que um belo rapaz, são só alguns detalhes dessa eletrizante história. O mundo já não parece real, pois o conceito de realidade se perdeu. As pessoas não são o que parecem e a própria Any não é o que pensava ser. As lendas sim são reais, e caminham pelas ruas displicentemente. As sombras não estão apenas na sua cabeça, afinal, e as cores têm significados verdadeiros, que começam a dar sentido a sua vida insípida. Mas nenhum alívio vem sem um preço.


Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje trago a resenha desse livro que me deu uma pequena dor de cabeça antes e depois de iniciar a leitura, mas não no sentido ruim, daqui a pouco explico para vocês o por que...

Recebi Sombras do Mundo, em parceria com a Ler Editorial a mais nova parceira do blog \o/ 

A editora fez meio que uma brincadeira com os parceiros, enviando para nós na surpresa um título de seu catálogo para a leitura/resenha.

Eu de primeira com certeza não escolheria esse livro, não por ele em si, mas sim porque estou de olho em um título da editora faz anos (risos), mas não me arrependo de ter recebido Sombras do Mundo como um primeiro livro da editora.

Não sabia exatamente o que esperar dessa história, por mais que eu tenha corrido atrás de resenhas antigas, pesquisado na internet e lido e relido mil vezes a sinopse eu não conseguia descobrir sobre o que se tratava e eu já estava começando a me apavorar.

Acredito que nunca citei aqui, mas eu tenho pavor de histórias com Demônios metidos no meio, eu até leio ser for tipo Os Instrumentos Mortais, mas se eles forem os principais eu caio fora.

Por essas e muitas outras parei de assistir a série que amo demais Supernatural, então pensem no quanto odeio esses seres! 

E por causa disso, tive uma pequena dor de cabeça eu não sabia sobre o que se tratava o livro e tava com medo de ler e acabar dando de cara com um demônio, até que criei coragem e fui falar com a moça da editora.

Graças a Deus ela me garantiu que não haveria demônio na história, ou mais propriamente dito em relação a um personagem, depois dessa mensagem cai de cara na leitura de Sombras do Mundo.

Todos aqui sabem que amo fantasia, e vivo infelizmente com os dois pés dentro dela, até hoje ainda não entendi porque escrevo e leio romances (risos), mas enfim, esse livro foi um prato cheio para o meu gosto literário.

Sombras do Mundo conta a história de Alany Green, uma garota que como todas as outras pensa que é comum, um ser humano normal como todos os outros em outras palavras, mas com um pequeno porem...

Any consegue enxergar a áurea das pessoas, ou seja, aquelas cores que definem nosso humor, nosso caráter, nossas emoções etc e admiro demais quem consegue vê-las, eu queria ter esse dom (sim, acredito nisso u.u).

Entretanto, sabem aquele tipo de personagem tapada e um pouco insuportável? É a Any, não sei quantas vezes eu quis entrar na história e dar uns bons tapas nela para ver se ela acordava.

As coisas estavam escancaradas na cara dela, embaixo do próprio nariz e a guria continuava cética, não tinha Cristo que fizesse com que ela caísse na real e retirasse a venda dos próprios olhos.

Antoni foi um personagem essencial em minha opinião, pois era ele que teve a paciência de explicar e desvendar o mundo ao qual a Any fazia parte, mas que não queria acreditar.

Se uma pessoa se mostrasse ágil demais, quente demais, ou até mesmo se eu tivesse o dom da nossa personagem principal, eu ficaria com a pulga atrás da orelha de que haveria algo a mais no mundo, do que ele nos apresenta.

Mas nem com todas as provas concretas, nem com uma amiga supre protetora que chegava a dar nos nervos, e o Antoni e o Will se mostrando serem mais do que simples seres humano, a garota não queria abrir os olhos para o que tinha na frente dela.

Sério, eu me estressei e muito com essa personagem, perdi as contas de quantas vezes eu quis fechar o livro e largar ele num canto de ódio dela, mas persisti na minha batalha interna de acabar a leitura.

Sombras do Mundo, tirando nossa personagem principal tapada se mostrou com um potencial maravilhoso de se tornar uma grande série de livros, tanto pela história que está por trás de tudo, como pelo mundo em si que a escritora criou.

Notamos que esse livro, foi somente uma apresentação do que está por vir, do que encontraremos nas próximas histórias e principalmente que a história da Any está longe de encontrar seu desfecho.

Os seres sobrenaturais que encontramos nessa história, são nossos velhos conhecidos como: bruxas, vampiros, súcubos, lobisomens etc, mas por trás dos nossos velhos amigos, a autora conseguiu criar poderes e dons inovadores para eles.

Falo isso pois, querendo ou não, sou um dicionário ambulante de seres sobrenaturais, sei tantas coisas desse universo que de vez em quando chego a me assustar com a quantidade de coisas que sei.

Por exemplo, quando encontramos uma bruxa na obra, enxergamos que a autora se aprofundou na construção dos poderes delas, dos que elas são capazes saiu do básico que a maioria dos autores nos mostra ou quando damos de cara com um Súcubo (que por sinal está bem na nossa cara, desde o inicio da trama), notamos que a autora conseguiu dar para ele poderes a mais do que esses seres já tem, agregando assim na inovação da história dela.

Sombras do Mundo: Crenças e Criaturas teve um aprofundamento da história neutro/leve, deixando assim um suspense maior para nos leitores, para o que nos espera nos próximos volumes. 

Acredito que a autora planejou bem essa parte, mostrando poucas coisas, somente o necessário para essa história, pois descobrimos poucas coisas no decorrer da leitura, mas em compensação as dúvidas que criamos enquanto lemos são grandes.

A única coisa que realmente não gostei (tirando a Any), foi como a autora criou os seus diálogos, não me senti lendo uma conversa entre jovens adultos, mas sim entre adolescentes, acredito que faltou um pouco mais de elaboração nesse sentindo por parte da Daniella.

Algo que nos fizesse sentir realmente parte da conversa dos personagens entendesse e sentíssemos as preocupações, emoções, sentimentos etc deles.

Pois os parágrafos em si, que contavam a história da Any, seus pensamentos, sonhos, acontecimentos etc, foram muito bem elaborados e desenvolvidos, mas no que chegávamos aos diálogos, notávamos a nítida diferença entre eles.

Tirando isso, me surpreendi bastante em como a história amadureceu bastante durante os passar das páginas, encontramos graças a Deus, depois de muita dor de cabeça uma Any um pouco menos cética, mas com a teimosia a mil ainda.

Encontramos alguns outros personagens que se tornaram essenciais para o crescimento tanto da personagem como da obra, enxergamos que existe algumas teorias e conspiração entre os mundos e principalmente com o mundo da qual os seres sobrenaturais fazem parte.

Enfim, depois de muito correr atrás e da dor de cabeça finalizei a leitura desse livro com uma sensação muito boa de que vêm mais coisas por ai, por parte da autora.

Gostei também das mensagens que a Daniella nos passou durante a história, a principal e aquela que se mostrou verídica na minha vida é a de que: a ajuda vem de quem menos esperamos.

Podemos contar com vários amigos, várias pessoas que moveriam o mundo por nós, mas na hora mesmo a ajuda, a verdade vem de quem menos esperamos, pode ser ela um inimigo, um desconhecido, um parente, o que for.

É aquilo que sempre falamos o mundo da volta e nem sempre o que acreditamos ser verdade é.
Enfim, espero que tenham gostado da dica de hoje e agudarei ansiosamente pela continuação desse livro, pois ainda quero entender aqueles sonhos bizarros que nossa personagem principal tem e como ficou o rolo dela com o San *--*

Ah, falando em San, não o citei quase esqueci: pensem num cara fofo e que é uma incógnita na vida da Any é ele! 

Quase dei risada de mim mesma por não ter me tocado o que ele era realmente, bom para falar a verdade nenhum deles eu descobrir o que eram, só desconfiava e quase sempre eu estava errada (risos), isso é uma das outras coisas que a autora inovou.

Ela não nos da de mão beijada o que cada um é, ela nos faze pensar e de vez em quando nos induz a cair numa pista falsa, até que a verdade salta na nossa cara.

Tirando toda a minha irritação e contratempos, Sombras do Mundo se tornou realmente uma leitura satisfatória!

Espero pelos comentários de vocês, principalmente de quem já realizou a leitura, quero saber o que acharam e quem ainda não leu, leiam, pois acredito que irão gostar!

Até a próxima,

Bjss, Nay =D

16 comentários:

  1. Oi, Nay!
    Acho que já li uma resenha desse livro pela blogosfera.
    Xiii... Mocinha tapada? Dei uma desanimada. :/
    Ainda assim fiquei curiosa pois a história parece ser muito boa e com tudo para se desenvolver bem, sendo esse apenas uma introdução. Espero ter a chance de ler esse livro. ^^
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Sou super amigo da Ler Editorial e a Daniella Rosa, acho o livro maravilhoso fora o fato da revisão. Eu estou sendo BETA da autora com sua continuação e posso te garantir que está ficando muito bom. Gostei da sua resenha, detalhou bastante e te convido para ler a minha no meu blog! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  3. Eu comecei a ler este livro em 2015 e acabei abandonando em função da protagonista ser chatinha. A premissa mesmo não me envolveu e eu não insisti.
    Que bom que pra você, foi diferente.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Amei a sinopse, já quero ler.
    Adoro esse gênero e sempre prende a minha atenção.
    Não conhecia, mas já anotei a sua dica.
    Parabéns pela resenha.
    Obrigada pela visita no Blog As Meninas Que Lêem Livros.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Que coincidêncio a! Eu postei HOJE sobre Supernatural no meu blog, rs. Também tenho medinho, mas em supernatural eles são tão "de boa"! Assiste Penny Dreadful pra você ver o que é demônio!! Hahahaha
    Mas não sei se daria chance pra esse livro e dormiria bem a noite, não. :p

    ResponderExcluir
  6. Ola
    Eu nao conhecia esse titulo, mas fiquei bem curiosa quanto ao desenvolvimento. Eu gosto muito desse estilo sobrenatural e a premissa chamou muito a minha atenção. Adorei poder conferir suas impressões a respeito!!
    beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Gosto muito do estilo fantasia e todas as coisas relacionadas, mas por algum motivo, mesmo você nos mostrando que a autora inovou nos seres sobrenaturais, não me senti instigada.
    Quanto a sua descrição sobre a protagonista, me diverti muito com as sua impressões! Li um livro, muito bom, No Mundo da Luna, da Carina (sou apaixonada por seus livros); o galã do livro era apaixonante, mas a protagonista... me dava vontade de sacudi-la. Portanto, sempre presto atenção nesses detalhes quando ditos. As vezes eles, esses personagens tapados, podem nos tirar um pouco do foco ou ritmo, e isso é bem chatinho!
    No mais, parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. É senpre bom ler algo que nos surpreenda,mas vou confessar que esse livro não me atraiu muito apesar da sua maravilhosa resenha,talvez seja pelo fato da mocinha ser um tanto tapada,ler livros com mocinhas assim me tiram do sério

    ResponderExcluir
  9. Oi Nay, como está?
    Excelente resenha! Com certeza tu destacou bem os pontos positivos e negativos do livro, cuja premissa achei muito interessante.
    Mocinhas tapadas realmente nos irritam, mas nesse caso eu até achei compreensível, considerando a situação, que por si só já é tensa "pra baralho". Até eu ficaria bem cética no começo.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://rillismo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Esse livro está na minha lista de desejados na Amazon há algum tempo e eu estou tentando descobrir como que ele foi parar lá, porque, até ler sua resenha, eu não tinha a menor ideia do que se tratava. Nem sabia que era um livro de fantasia kkk
    De qualquer forma, foi bom ele já estar na lista, porque fiquei muito interessada em ler. Mesmo a protagonista sendo tão irritante, parece ser um universo muito legal e bem construído.
    Adorei a sua resenha e espero ler esse livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá tudo bem?
    Eu adorei a resenha e fiquei bem curiosa com o livro. Fiquei meio preocupada pela protagonista ser uma tapada e fiquei pensando se isso iria atrapalhar a leitura. No mais, esse livro tem todas as características que eu busco para uma ótima leitura. Acho que daria sim uma chance a ele.

    beijihnos!

    ResponderExcluir
  12. Oiiii,

    Fiquei bem curiosa sobre o livro e sobre o porque de você não gostar tanto assim de demônios kkkkk a proposta da história parece ser bem legal e eu já anotei a dica aqui para ler depois, afinal de contas uma boa história de fantasia nunca é de mais na vida da gente né?

    beijinhos....
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nay! Eu não conhecia esse título, na verdade, nem mesmo essa editora. Porém, confesso que fiquei bastante instigada após ler a sua resenha, a história me parece ser realmente envolvente e é disso que estou precisando no momento. Dica mais do que anotada! Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oie
    muito legal sua resenha e observações sobre a leitura, já ouvi falar algumas vezes do livro mas não sei se leria pois não é um gênero que chama muito a minha atenção

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Fiquei encantada com a resenha desse livro!
    Fiquei imaginando eu lendo, achando que tava abafando pelo simples fato de descobrir o que o personagem é, e na verdade ele não ser nada do que eu estava pensando...
    Achei bem legal isso.
    Mais legal ainda, achei o fato da personagem poder ler aúreas. Isso é sempre muito legal. Espero poder ter contato com esse livro e breve. Ótima dica.

    ResponderExcluir
  16. Que sinopse longa a desse livro, huahuah!

    Apesar disso, meio que me intrigou, gosto de livros de misterio e fantasia. Que coisa essa sua repulsa por demonios! O.o pra mim isso é novidade, haha!

    Gostei de ler suas impressões sobre a obra, que bela mistura de seres a autora criou! Acho que me sentiria um pouquinho perdida com isso. E acredito que também ficaria com os nervos irritados com a protagonista, huahuah!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir