O Garoto Quase Atropelado

Título: O Garoto Quase Atropelado
Páginas: 272
Autor: Vinícius Grossos
Ano: 2015
Editora: Faro Editorial (cortesia do mesmo)
Compre: Submarino Americanas - Saraiva 
Adicionem: Skoob
Sinopse: Um garoto sofreu com um acontecimento terrível. Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia. O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriria para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre! Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas. Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!

Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Estou bem louca colocando tudo em dia, desde resenhas até postagens aqui no RT, tirando a programação do Evento de 5 anos do blog, to mais louca que já sou! (risos)

Mas vamos que vamos, até porque hoje trago a resenha do livro O Garoto Quase Atropelado, quem fez essa resenha foi minha amiga Eloh do blog Mentes da Madrugada, até porque dei o livro para ela! (risos) Espero que gostem da resenha da minha amiga <3

Hoje eu vim mais uma vez exaltar o trabalho da unica editora capaz de nos oferecer duas coisas que amamos muito: isso mesmo, Vinicius Grossos e seus livros lindos e comoventes com sua edições maravilhosas, feitas pela editora parceira Faro, por isso está na hora de deixar os elogios gráficos de lado, porque já conhecemos essa parceria encantadora entre o Vinicius e a Faro, e irmos direto para a resenha desse livro feito de amor pra ninguém que esteja quase-atropelado colocar defeito. 

O livro nos apresenta o garoto quase atropelado, que embora sem nome, pode ser eu, você ou qualquer outra pessoa que se identifique com o nosso querido personagem, que acaba por sofrer uma perda que marca sua vida e o deixa sem vontade de viver, entretanto sem querer se entregar, o garoto descobre que a escrita pode salva-lo e por isso começa a escrever um diário, onde conta para o leitor tudo que está vivendo, nos aproximando ainda mais de seus sentimentos e aventuras. 

Aos poucos, vamos conhecendo outros personagens, que assim como nosso personagem principal, também conhecem as dificuldades da vida e embora ainda jovens,cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito, a menina de cabelo roxo e o garoto quase-atropelado, partem para uma aventura de conhecimento a vida. A vida e suas descobertas, suas perdas, seus dramas, os beijos, amizades, choros e risos.

Vinicius e sua sensibilidade ímpar, é capaz de tocar corações e retratar os problemas da sociedade sem ter medo de levar o leitor as lágrimas, guiando-os por caminhos complexos e reais, fazendo assim que identifiquem-se com sua obra. 

Não posso deixar de falar sobre a proximidade, do Garoto Quase-Atropelado e Charlie, nosso também desconhecido e amável escritor de cartas, de As vantagens de ser Invisível, o que me deixou mais ainda apaixonada pelo livro, me dando uma sensação de nostalgia gostosa enquanto lia e sentindo que era o reencontro que esperei desde que conheci Charlie. 

O Garoto quase-atropelado é capaz de esquentar até mesmo os corações mais congelados e super combina com um dia de chuva e uma bebida quente, então vocês já sabem, leiam e me contem o que acharam, porque a minha indicação vocês já tem, e mais uma vez parabéns ao Vinicius pelo seu lindo e tocante trabalho.

Espero que tenham gostado da resenha da Eloh, ela também é mais direta ao ponto do que eu, mas do mesmo jeito faz um trabalho excelente! *--*

Até a próxima,

Bjss, Nay e Eloh =D