Pais: é necessário ouvir seus filhos antes que seja tarde demais.























Oie pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje trago o releases do livro Mais do que Isso, um lançamento da Editora Novo Conceito, que recebi em parceria com a LC Agência de Comunicação! Espero que gostem =D




Uma pesquisa feita pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, mostrou que os jovens homossexuais tem 5 vezes mais chances de cometer suicídio que os heterossexuais. 


Mas o estudo, que ouviu 32 mil jovens nas idades de 13 a 17 anos dos Estados Unidos, também apresentou uma luz para o problema. Jovens que estudam em ambientes abertos e que aceitam sua orientação sexual possuem 25% menos probabilidade de tentarem suicídio.


Um reflexo desse comportamento é notado no livro Mais do que Isso, escrito pelo autor best-seller Patrick Ness. Na obra, o personagem principal Seth possui uma mãe homofóbica e um pai pouco preocupado com o seu bem-estar. Sentindo-se pressionado pela família, o garoto decide tirar a própria vida, porém acaba acordando em um limbo, um lugar repleto de memórias suas.

“—Seth sentiu-se preso, mais preso do que jamais conseguia se lembrar, mais preso do que no dia em que um homem batera na janela da cozinha na casa deles na Inglaterra. Na época, o mundo tinha parado de girar, e acabara de parar de novo, neste momento. Seth não fazia ideia de novo.
–Sinto muito filho – o pai  lamentou [...] – Sinto muito por você ter pensado que não podia nos contar – o pai continuou, baixando os olhos para o telefone de novo, para a foto de Seth e Gudmund, apenas juntos ali, de um jeito tão real, tão sério e tão inegável para qualquer um que olhasse. – Não consigo dizer o quanto sinto por isso.”



Mais do que isso é um livro que revela muito sobre a vida de tantos adolescentes, que não sabem lidar com situações traumatizantes. Apesar de dolorosa, a história é um romance intenso e cheio de surpresas que carrega uma importante mensagem para os tempos atuais e que irá instigar o leitor a se questionar sobre seus próprios preconceitos e hipocrisias.

SOBRE O AUTOR Patrick Ness é aclamado no segmento ficção para crianças e já recebeu duas medalhas Carnegie (prêmio para livros juvenis). Ele também foi colunista do Sunday Telepraph e hoje é crítico literário do The Guardian.

23 comentários:

  1. Ola
    Eu ja tinha lido o release desse lançamento e acho a temática bem relevante. Gostaria de poder ler e nao tenho duvida de que deve ser uma leitura bem intensa e igualmente reflexiva. É uma obra que pode ser recomendada paea várias discussões, eu suponho.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá gosto muito de leituras que nos leva a reflexão de nossas ações, atitudes, comportamentos enfim, adorei sua resenha e premissa do livro e coloquei na lista de leitura creio que não vou me decepcionar.

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Não conhecia o livro, mas já de cara gostei do tema que ele traz. É mesmo importante que os pais deem atenção aos acontecimentos na vida de seus filhos e também apoiem sua opção sexual. Achei interessante a premissa do livro, pois é a realidade de muitos jovens que tem algum parente familiar homofóbico. Adorei a novidade!

    www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem? Amei seu post, maravilhoso! Eu quero muuuito ler esse livro e mal posso esperar para colocar as mãos no meu exemplar <3 Gosto muito de livros que abordam o tema, especialmente quando são sobre jovens e para jovens, é importantíssimo falar sobre isso.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha visto a capa do livro por aí, mas não sabia que o tema era tão denso. Isso me deixou bem interessada em fazer a leitura o mais rápido possível.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro mas ainda bem que ves tanta riqueza no mesmo!!

    O post foi interessante e necessário, ainda bem que o livro e tao intenso e elucidativo!! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adorei o post, pois não sabia que esse livro tinha essa temática. Acho que todos nós precisamos notar o próximo, ver quando nossos pais, irmãos, tios, primos não estão bem e tentar ajudar.
    Vou anotar a dica desse livro do Patrick.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá ! Já tinha visto este livro, porém não tinha conhecimento sobre o conteúdo. Acho que este livro, tbm é super recomendado, para os educadores. Pois muitos jovens, não tendo chance de se abrir com os pais, procuram, um prof de confiança, para ajudar em seus questionamentos...

    ResponderExcluir
  9. Oi Nay!
    Bem interessante a proposta de tantos autores estarem abordando temas como esse nos dias de hoje. Suicídio adolescente não é brincadeira. E mesmo que na ficção, é importante dar voz as pessoas que estão se sentindo impotentes e mostrar a seriedade do assunto. Adorei o post!
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Nay,
    Essa capa do livro do Ness está horrível e isso me preocupar, pois um livro tão importante pode acaba sendo esquecido nas por não tem um visual nem um pouco atrativo.
    Falando sobre os pais escutarem seus filhos, olha acho isso muito delicado. Eu tenho 24 anos, um bom relacionamento com meus país, mas ainda sinto que não posso falar sobre algumas coisas. Acho que os país acham que tudo é frescura, que temos que ser sempre submisso e isso acaba complicando muito os relacionamentos.
    Excelente post.

    Bjs,
    Garotas de Papel

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Não tinha visto esse lançamento ainda, mas adorei !

    Retrata dois temas que devem ser falados cada vez mais, são tantos jovens que perdem sua vida por falta de apoio.

    Adorei! Já quero ler!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie amore,

    Adoro a Novo Conceito, e esse livro parece ser bem intenso.
    Já anotei a dica aqui pra futuramente ler. É um livro bem intenso e com muito ensinamento pelo visto, gosto disso!


    Beijoka!

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    Não conhecia a obra e apesar do gênero não me chamar muito a atenção, fico feliz que trate de temas importantes como a homofobia. Parece ser um livro bem intenso, ainda mais pelos pais serem, bom... praticamente "contra" o filho, mas tenho que admitir que é uma realidade que muitos enfrentam.
    Espero ler futuramente, obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  14. Oi.
    Realmente é um tema muito atual e que precisa ser discutido. Acho que a maior dificuldade da pessoa que passa por uma situação assim é se aceitar. Como ela pode se amar se é rejeitada pela própria mãe.
    Apesar de ser um tema pertinente que desperta meu interesse, não é uma leitura que eu faria no momento, justamente por ter essa carga emocional mais pesada. Mas anotei a dica para ler no futuro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Oie...
    Eu não conhecia a obra em questão, mas, fiquei bastante impressionada com o conteúdo da obra... Tenho certeza que será um livro repleto de ensinamentos sobre respeito e aceitação.
    Aguardo a resenha por aqui :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Suicídio em jovens é um tema que me interessa bastante, já que nessa fase da vida qualquer coisa pode impactar uma pessoa e se tratando de um menino gay que sofre homofobia então, fica ainda mais difícil lidar com as dificuldades diárias da vida, não é? Estou bem curiosa com a premissa já que ele acorda em um limbo repleto de memórias. Creio que deve ser uma história bem impactante e difícil, porém necessária. Anotei a dica.

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?
    Que indicação maravilhosa! Estou muito ansiosa para ler este livro, desde que li "Sete minutos depois da meia-noite", do mesmo autor. Acho a temática muito interessante e, se ele mantiver a mesma sensibilidade que demonstrou no outro livro, deve ser uma leitura incrível.
    Dica mais do que anotada e espero a resenha aqui.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. São números impressionantes, se paramos para analisar. Acredito que esse seja um livro importantissimo para toda a sociedade ler, uma vez que infelizmente esse numero aumenta cada vez mais. Para alem dos suicidios, existe o preconceito que mata - se não o corpo, como acontece muitas vezes, a alma.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  19. Oi, e uau... Estou com esse livro aqui em casa para ler que recebi da NC e não sabia que se tratava de um tema tão impactante e importante... Realmente é muito importante que os pais saibam estar lá pelos seus filhos, e que essa obra é importante para mostrar que muitas vezes essa falta de compreensão leva a atos sérios e que não podem ser desfeitos. Estou ainda mais ansiosa para ler e conferir essa obra! Vou até adiantar minha leitura, gostei bastante do tema e das informações.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  20. Quero muito fazer essa leitura, é um tema que tem me interessado bastante, o suicídio. Principalmente nessa ideia de acordar num lugar com boas memórias. Vou tentar comprar em breve.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  21. Eu chorei com este quote
    Sinto muito filho – o pai lamentou [...] – Sinto muito por você ter pensado que não podia nos contar – o pai continuou, baixando os olhos para o telefone de novo, para a foto de Seth e Gudmund, apenas juntos ali, de um jeito tão real, tão sério e tão inegável para qualquer um que olhasse. – Não consigo dizer o quanto sinto por isso.”

    Acho que é uma situação tão complicada .Tente jovens que não tem diálogos nenhum com os pais.twntos jovens que se perdem em tuas mentes porq ngm abre as portas para escutar o que eles têm a dizer!
    E eles vêem somente tirar a vida como solução !
    Amor é uma palavra que não tem sido muito usada.

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bem? Fico aqui me perguntando se eu teria estrutura para ler um livro com essa caraga emocional nesse momento. A história me pareceu ser MUITO emocionante. Por um lado fico feliz que esse tema esteja sendo amplamente divulgado e reprimido. To acompanhando a série "13 reasons why" e todas as vezes que me deparo com essa temática penso que tirar a propria vida não deveria ser uma opção para aliviar o sofrimento de ninguém, que todas as pessoas deveriam ter o direito de serem felizes de uma forma ou de outra. O fato de o livro relacionar homofobia com suicídio para mim, já é motivo mais do que suficiente para fazê-lo entrar na minha lista desejados. Bjosss

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  23. Oi querida,
    adorei a dica. Não conhecia a obra e fiquei muito intrigada com a premissa do livro. Achei que o autor tocou em um assunto que precisa ser abordado mais, tanto nos colégios, como dentro de casa.

    P.S esse quote é lindo, até peguei ele emprestado para usar em um projeto...

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir